E agora, Gabeira?

Era início dos anos 80 quando tive meu primeiro contato direto com Fernando Gabeira, que até então era para mim, um dos ícones da luta contra a ditadura a qual fomos aprisionados por mais de 20 anos. E ele estava fundando no Brasil o Partido Verde, que há anos eu tinha como idealismo político assistindo o trabalho feito por um partido nos mesmos moldes e nome na Alemanha.

Radical defensora do meio ambiente como sempre fui, arregacei as mangas e ao lado de Lucélia Santos, Sirkis, Minc e o próprio Gabeira, sem nenhum recurso financeiro, passamos a lutar para que ele participasse ativamente na política brasileira.

O desenrolar dessa história é complexa e daria praticamente um livro. Mas esse post agora é para afirmar que Fernando Gabeira continua me reapresentando. Por sua lucidez, por seu comprometimento, por sua honestidade e visão ampla sobre o meu país. Sei que muitos (infelizmente a maioria) têm preguiça de ler, mas nesse momento tão delicado em que nos encontramos, essa matéria é necessária.

Obrigada, Gabeira, por nesses anos todos você confirmar que jamais errei na escolha que fiz há mais de 30 anos. #fernandogabeira #luciaverissimo #partidoverde

E agora, Gabeira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *